Existe uma frequência ideal para ir ao dentista? Descubra!

A visita ao seu dentista é uma daquelas tarefas que não pode sair nunca da sua agenda. Além de ser um excelente momento para rever hábitos de higiene bucal e alimentares, também é ótimo para prevenir e identificar qualquer doença que possa aparecer.

Mas, a questão que fica é: qual é a frequência para ir ao dentista? Será que existe? Que fatores podem alterá-la? Se você quer saber a resposta para essas perguntas, continue acompanhando esse post e descubra quando será sua próxima consulta.

Existe uma frequência ideal para ir ao dentista?

Existem vários bons motivos para você visitar o seu dentista regularmente. Os exames feitos por ele te ajudam a prevenir e a interferir em problemas bucais comuns, assim como te ajudam a perceber indícios de doenças mais sérias, que se instalam silenciosamente, como o bruxismo ou a periodontite.

Além disso, é uma ótima oportunidade para fazer uma higienização profunda dos dentes. Contudo, não é possível determinar uma frequência exata, que valha para todos, já que isso vai depender da necessidade de cada paciente.

Normalmente as crianças terão uma frequência diferente, por conta do consumo regular de doces, assim como as pessoas que estiverem realizando algum tipo de tratamento ortodôntico ou que possuam hábitos nocivos à saúde, como fumar, por exemplo.

Caso você não se encaixe em nenhuma dessas situações, a frequência recomendada é a de uma visita ao dentista a cada 6 meses.

Grupos especiais

A frequência para ir ao dentista pode aumentar bastante, caso a pessoa se encaixe em algum desses grupos especiais abaixo. Confira!

Crianças

A maior parte das crianças, como todos sabem, adora doces. Mas se esse consumo não for devidamente controlado, pode acarretar algumas complicações bucais básicas, como a cárie, por exemplo. Por isso, é necessário contar com uma assistência odontológica mais frequente.

É claro que, nem toda criança possui uma rotina de alimentação inadequada, porém, realizar uma visita ao dentista a cada 3 meses pode ser a maneira mais eficaz de manter a saúde bucal do seu filho e evitar riscos.

Pacientes que fazem uso de aparelho ortodôntico

Quando se está realizando qualquer tipo de tratamento bucal, a frequência pode variar bastante, dependendo do tipo de tratamento. Sendo assim, a melhor alternativa nesse caso é verificar com o seu dentista a frequência ideal para marcar as consultas.

Mas, via de regra, quando se está usando aparelho ortodôntico, a frequência aumenta bastante. São necessárias muitas consultas regulares, para checar a limpeza, fazer a manutenção e conferir o avanço do tratamento. Nesse caso, é comum que as consultas se tornem mensais.

Pessoas que possuem hábitos nocivos à saúde

Os hábitos de fumar e consumir bebidas alcoólicas regularmente podem ser muito prejudiciais aos dentes, aumentando as chance de o paciente adquirir câncer bucal, por exemplo.

Dessa maneira, o ideal é que os pacientes desse grupo conversem com o dentista para saber qual é a frequência ideal para as suas consultas para, assim, diminuir o risco de doenças mais sérias.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre a frequência para ir ao dentista, que tal dividir essa informação com os seus amigos? Compartilhe esse texto nas suas redes sociais e deixe que eles descubram para quando devem agendar uma consulta!

Deixe um comentário