O que você precisa saber sobre o clareamento dental?

Não é exagero dizer que um belo sorriso abre portas, e faz parte da primeira impressão que as pessoas têm uma das outras. Mas muito além das questões estéticas a preocupação com a imagem, atualmente, é fundamental para quem quer se apresentar adequadamente tanto no âmbito profissional, quanto no âmbito pessoal.

Sendo assim, com certeza muitas pessoas já cogitaram a opção de fazer um clareamento dental, porém muitas dúvidas envolvem esse assunto, de forma que neste post vamos responder as mais recorrentes. Leia agora e descubra!

Receitas caseiras clareiam os dentes?

As receitas caseiras funcionam removendo mecânica e superficialmente a sujeira dos dentes, sem, contudo resultar num clareamento dental efetivo.

Além disso, vale esclarecer que muitas receitas caseiras podem, até mesmo, ser prejudiciais à saúde e beleza bucal, arranhando o esmalte dos dentes, por exemplo.

Cremes dentais podem atuar como clareadores?

Esse é um tema bastante polêmico e controvertido, pois a mídia e as propagandas frequentemente querem convencer o grande público do fato de que os cremes dentais podem promover um clareamento dental significativo. Contudo, na prática, a função dos cremes dentais é limpar os dentes, removendo placas bacterianas e resíduos de alimentação.

O máximo que os cremes dentais conseguem é retirar manchinhas superficiais dos dentes, em razão de alguns serem demasiadamente abrasivos.

Durante o tratamento pode-se ingerir bebidas e alimentos com corantes?

No decorrer do clareamento dental determinados alimentos deverão ser suspensos ou ter o consumo diminuído de modo que o procedimento possa ser de fato bem-sucedido.

Café, chocolate, chá preto, refrigerante, vinho, e outros alimentos com corantes muito concentrados como mostarda, ketchup, entre outros, devem ser cortados temporariamente ou consumidos com moderação. Converse com o seu dentista sobre isso.

Quanto tempo dura um clareamento?

A duração do clareamento dental vai depender diretamente dos cuidados, e hábitos alimentares de cada paciente.

No caso de pessoas que fumam, por exemplo, a duração certamente, é menor. O mesmo ocorre com pessoas viciadas em chá, café e refrigerante.

Assim, vale a pena considerar alterar alguns hábitos em prol da manutenção do clareamento dental.

Quais são os efeitos colaterais do clareamento dental?

Ao contrário do que imaginam algumas pessoas, o clareamento dental não altera a estrutura interna dos dentes, tornando-os mais frágeis e sensíveis.

O que acontece na realidade é uma perda temporária de minerais que com o tempo, a própria saliva é capaz de restabelecer.

Pode ocorrer também um aumento da sensibilização durante o período do tratamento, de modo que o paciente sinta um incômodo ao ingerir alimentos frios, ou tenha irritações na garganta, gengiva, lábios ou língua.

Por que é preciso supervisão do dentista?

O dentista é o único profissional capacitado para orientar com precisão o procedimento do clareamento dental.

Antes do procedimento, o dentista vai avaliar a saúde e condição geral dos dentes, de forma que possa realizar todos os tratamentos que forem necessários, para só então dar início ao clareamento dental.

Além disso, somente o dentista poderá definir com segurança qual a técnica recomendada para cada paciente especificamente, bem como qual a quantidade de gel a ser aplicada, por quanto tempo, enfim, todos os pormenores que garantirão um resultado de excelência.

Nesse sentido, procurar um consultório odontológico tradicional, com equipamentos sofisticados, atendimento diferenciado e personalizado para os clientes, evidentemente fará toda a diferença no procedimento de clareamento dental!

Se você gostou dos nossos esclarecimentos, assine nossa newsletter, e fique por dentro de todas as novidades na área de odontologia estética.

Deixe um comentário