Ortodontia: existe uma idade mínima para colocar aparelho fixo?

Já foi o tempo em que usar aparelho era sinônimo de ser diferente. Hoje em dia, vemos crianças cada vez mais novas fazendo uso desses itens. Mas será que existe uma idade mínima para colocar aparelho fixo? E a partir de quando eu devo começar a me preocupar com o posicionamento dos dentes dos meus filhos?

Essas são questões bastante comuns a muitos pais, que nem sempre sabem quando é o momento correto para pensar na colocação dos aparelhos dentários. Você também sofre com essas dúvidas? Então continue a leitura deste texto!

Qual é a idade mínima para colocar aparelho fixo?

Embora não exista uma idade predeterminada, a Associação Americana de Ortodontia recomenda que a partir dos 7 anos as crianças devam fazer a sua primeira consulta com o ortodontista — o dentista especializado na área da colocação de aparelhos fixos e móveis.

Isso porque nessa faixa etária as crianças já perderam os dentes de leite e estão começando a desenvolver a dentição permanente. Assim, é possível detectar problemas que necessitem de tratamento antes que haja o desenvolvimento total dos ossos da face.

Além disso, a partir dessa idade, as crianças já possuem um pouco mais de habilidades manuais e maturidade para compreender a importância de uma boa higiene bucal, já que os aparelhos podem necessitar de mais atenção nesse sentido.

Mas é claro: se você notar sinais de que algo não vai bem com o seu filho, nada impede que a consulta seja antecipada.

A idade ideal para colocação de aparelhos vai depender sempre de uma avaliação completa do ortodontista, que estipulará um tratamento adequado para as necessidades do seu filho a fim de não comprometer a formação das raízes e a erupção dos dentes permanentes.

Quais são os sinais de que meu filho precisa usar aparelho?

Nem sempre é fácil notar que seu filho precisará usar aparelho ortodôntico. Porém, existem alguns sinais que podem indicar a necessidade de uma consulta com um especialista, como:

  • Hábitos prejudiciais, como chupar chupeta e o dedo, usar a mamadeira, roer unhas, comer tampas de caneta, etc.

  • Sinais enquanto dorme, como babar demais, roncar ou respirar de forma ofegante.

  • Ficar muito tempo de boca aberta.

  • Ter o centro da arcada superior desalinhado com a inferior.

  • Possuir dentes afastados ou dentes nascendo em cima do outro.

  • Ter dificuldades para se alimentar e mastigar adequadamente.

Se você notar esses sinais, marque uma consulta com um ortodontista, pois problemas respiratórios e até de má-formação óssea podem ser origens ou consequências de um posicionamento inadequado dos dentes. Além disso, será mais fácil prevenir diversos problemas que podem acompanhar seu filho durante toda a vida.

Aparelhos fixos ou móveis: qual é o mais indicado para as crianças?

Outra dúvida muito comum é em relação ao tipo de aparelho mais indicado para as crianças. Essa decisão também dependerá da avaliação clínica do ortodontista sobre o caso do seu filho.

A diferença entre eles está na função de cada um. Os aparelhos móveis ortopédicos, quando usados em crianças, geralmente possuem a função de guiar o crescimento dos dentes e impedir um mau posicionamento dos mesmos.

Já os aparelhos fixos são usados para alinhar, nivelar e fazer com que a criança tenha uma oclusão ideal e de acordo com as suas necessidades.

Como você pode perceber a idade mínima para colocar aparelho fixo vai depender muito de uma análise criteriosa de um ortodontista. Por isso, escolher um profissional capacitado e habilitado para trabalhar com crianças é de extrema importância. Aproveite para conhecer a Odontologia Dr. Pinho e conhecer todos os serviços que prestamos e que podem ajudar!

Deixe um comentário