Por que o dente de leite cai e quando isso acontece?

Provavelmente você deve se se lembrar da época em que os seus dentes começaram a cair. Fato inusitado para muitas crianças, o dente de leite costuma render boas fotografias e histórias na família: o fio amarrado para puxar, um pingente de ouro para recordação, o travesseiro na expectativa da fada do dente…

Porém, aprender alguns cuidados básicos para essa fase de vida é importante para evitar inflamações ou problemas futuros. Confira a seguir as respostas para algumas dúvidas comuns e saiba mais sobre esse processo.

Quando surgem os dentes de leite?

O dente de leite, também conhecido como dente decíduo, começa a aparecer normalmente por volta dos 6 meses de idade. É nessa fase que o paladar do bebê começa a amadurecer, conforme ele adquire novos hábitos alimentares, como a ingestão de alimentos mais sólidos, que precisam ser mastigados.

Até os 2 anos, aproximadamente, a dentição deve estar completa, o que pode depender do desenvolvimento de cada criança. Enquanto algumas apresentam todos os 20 dentes de leite no primeiro ano de vida, outras demoram um pouco mais do que dois anos.

Por que e quando os dentes de leite começam a cair?

A famosa “janelinha” faz parte do desenvolvimento de toda criança e os primeiros dentes costumam cair a partir dos 5 anos, para dar lugar aos dentes permanentes. O processo normalmente começa com a queda dos incisivos centrais inferiores, já que os dentes permanentes absorvem as suas raízes e causam o amolecimento.

Nesse período, ao realizar atividades rotineiras como comer e falar, a criança pode sentir algum dente ficar mais mole, até que, com o passar dos dias, ele se desprende da raiz (ou fica tão solto que em um segundo é possível puxá-lo). Então é só esperar, que em questão de meses um novo dente começará a apontar.

E se o dente de leite não cair?

Em alguns casos, o dente pode não amolecer o suficiente enquanto o seu substituto já começa a nascer no lugar errado. Então, é recomendável levar a criança ao dentista para removê-lo, dando espaço para que o dente permanente possa ocupar o seu lugar e acompanhar o desenvolvimento da mandíbula.

Há também situações em que a criança reluta em extrair o dente de leite amolecido. Nesses casos, é importante aconselhá-la, se preciso com a ajuda de um profissional, explicando que este é um acontecimento imprescindível para o seu crescimento e que deve ocorrer sem maiores traumas.

Quando a nova dentição estará completa?

Entre os 11 e os 13 anos de idade, em média, os dentes permanentes já devem estar completos na arcada dentária. Apenas os terceiros molares, conhecidos como sisos, demoram mais alguns anos para aparecer.

Se a substituição completa não ocorrer até a adolescência, uma radiografia deve ajudar o dentista a identificar o motivo. Algumas pessoas têm falhas na formação da arcada, por exemplo, com dentes em posições inadequadas que não realizam a erupção corretamente, ou simplesmente a falta de algum dente.

Quais são os cuidados necessários?

A higienização bucal é fundamental para uma vida saudável, e o dente de leite não deve ser negligenciado apenas porque será substituído. A dentição completa é imprescindível mesmo na infância e problemas como cáries e extrações antecipadas devem ser evitados.

Especialmente durante a substituição dos dentes, a perda de algum deles pode gerar um leve desconforto na gengiva, acompanhado de sangramento. Não apresentando nenhuma complicação, os cuidados são básicos como um pouco de algodão ou gaze para cessar o sangue. Alguns dentistas recomendam ainda o consumo de alimentos mais frios.

Enfim, o acompanhamento de um profissional especializado é necessário desde os primeiros meses de vida da criança para que a sua saúde bucal seja preservada.

Gostou de saber mais sobre o dente de leite? Que tal assinar agora a nossa newsletter para continuar se informando sobre este e outros assuntos importantes para a saúde bucal?

Deixe um comentário