Preciso tirar os sisos? Descubra X mitos e verdades sobre os dentes

Os populares dentes do juízo, também conhecidos como dentes do siso, costumam aparecer entre os 16 e 25 anos. Sua aparição também não passa despercebida: durante seu crescimento, dor e incômodo constantes podem causar extremo desconforto, além da possibilidade de os dentes nascerem em posição inadequada e resultarem na movimentação dos outros dentes. Nesse caso, tirar os sisos é uma ação recomendada pelos dentistas.

Antigamente, esses dentes tinham a função de facilitar a mastigação, já que os primeiros dentes, que apareciam por volta dos 6 anos de idade, eram perdidos muito cedo por conta da higiene inadequada. Com o passar do tempo, eles foram perdendo sua função e hoje, em alguns casos, os dentes não chegam a nascer.

São muitas as polêmicas em torno da necessidade de tirar os sisos e até sobre seu aparecimento. Por isso, criamos este post esclarecendo os mitos e verdades acerca desses dentes. Confira!

1. Todos precisam tirar o siso

Mito. Grande parte das pessoas tem seus sisos nascendo em posição inadequada, o que torna necessária uma cirurgia de extração. Nesse caso, retirar os dentes é essencial para que o alinhamento dos outros dentes seja mantido e para que os dentes do siso não empurrem os outros, causando problemas maiores em longo prazo.

A necessidade da retirada ou não dos terceiros molares fica por conta do dentista, que deve avaliar cada caso isoladamente para dar o diagnóstico.

2. A melhor fase para retirá-los é a adolescência

Verdade. Na adolescência, apenas 2/3 da raiz do dente está formada. Sendo assim, a extração dos terceiros molares fica mais fácil. Na fase adulta, o dente já está formado por completo e a cirurgia pode ser mais difícil.

Porém, apesar de a adolescência ser o momento ideal para a retirada dos sisos, a cirurgia na fase adulta também pode ser feita sem problemas, se essa for a recomendação do profissional.

3. Os dentes do siso podem ser retirados mesmo antes de nascerem

Verdade. Mesmo sem ficarem visíveis a olho nu, os sisos podem ser vistos por meio de exames, como a radiografia panorâmica, que mostram seu posicionamento. Dessa forma, o cirurgião-dentista pode avaliar a necessidade de extraí-los e realizar a cirurgia.

4. A cirurgia é demorada

Depende do caso. Caso os dentes estejam em uma posição favorável, poucos minutos são suficientes para que um profissional experiente faça a extração. Porém, se o dente estiver posicionado de maneira difícil, como na horizontal, por exemplo, a cirurgia pode demorar um pouco mais.

5. A cirurgia pode ter alguns riscos

Verdade. Dependendo do posicionamento do dente, existem alguns riscos que devem ser comunicados aos pacientes, como a parestesia, quando a sensação de anestesia permanece por algumas semanas, meses e até anos. Isso acontece quando o dente está posicionado muito próximo ao nervo, que pode acabar lesionado e gerar essa sensação.

Como você pôde ver acima, tirar os sisos é um procedimento relativamente simples que, com os cuidados certos, tem recuperação simples e rápida. Existem diversas especulações sobre os dentes do juízo, mas a melhor maneira de cuidar dos dentes é sempre ser avaliado por um profissional de confiança e seguir todas as suas orientações.

E então? Ficou mais claro o que é verdade e o que é mito quando o assunto se trata dos dentes do juízo? Então que tal compartilhar esse post nas suas redes sociais e ajudar seus amigos a saber mais sobre os sisos?

Deixe um comentário