Quer dentes mais brancos? Descubra tudo sobre clareamento dental

Um belo sorriso vale mais do que mil palavras, certo? Justamente para melhorar esse “cartão de visitas”, muitas pessoas recorrem ao clareamento dental. Mas será que dentes muito brancos não correm o risco de deixar seu sorriso artificial?

Saiba que o ideal é clarear até 4 tons da cor atual dos dentes, tanto no método caseiro quanto usando aquele método a laser do consultório. Mas, será que esse processo causa algum dano para a saúde bucal? Desvendamos essas e outras particularidades do clareamento dental neste artigo. Confira!

O que causa as manchas dentárias

Primeiramente, é preciso entender o que causa aquelas manchas assustadoras que levam muitas pessoas a correr para o dentista. Além do tabagismo, veja outros fatores que prejudicam bastante a imagem dos seus dentes:

  • A idade: após os 30 anos os dentes sofrem alteração de cor, se tornando mais amarelados;

  • O consumo de alimentos ricos em corantes artificiais;

  • As bebidas escuras como vinho, café, chá-preto e refrigerante.

Além desses, o uso constante do antibiótico tetraciclina ou excesso de flúor, ainda na infância, também colaboram para o surgimento das incômodas manchas congênitas. Nesses casos, o procedimento dificilmente vai removê-las.

Os tipos de clareamento dental

O clareamento ocorre graças a um produto químico à base de peróxido de carbamida, que penetra nos dentes, quebrando as moléculas causadoras do escurecimento. Basicamente, existem três maneiras de utilizar esse gel:

Moldeiras individuais sob medida

Clareamento caseiro com moldeiras individuais, feitas sob medida para sua boca. Possui menor concentração do peróxido: entre 15 e 20%.

Moldeiras pré-fabricadas

São prontas para tratar também em casa, mas atenção: como não são ajustadas conforme o tamanho dos seus dentes, o produto pode vazar e queimar suas gengivas, por isso não é recomendado.

Clareamento no consultório

Realizado por profissionais e possui uma concentração maior de peróxido: 35%. Além disso, o gel é potencializado pelo laser, LED ou luz halógena.

Mas nada de clarear em casa por conta própria, combinado? É essencial procurar um dentista para avaliar se os seus dentes estão em condições de receber o processo e indicar o melhor método para você.

Mitos e verdades sobre o clareamento dental

A internet e os famosos “conhecimentos populares” colaboram para a disseminação de vários mitos acerca do clareamento dentário, portanto, antes de começar seu tratamento, considere as seguintes questões:

1. O laser é mais eficiente do que o clareamento caseiro?

Esse é um mito. Conforme você leu anteriormente, o gel que o dentista aplica sobre os dentes no clareamento no consultório, tem uma concentração maior, potência otimizada pela concentração da química e pelas luzes, mas não é mais eficaz do que o clareamento caseiro.

2. Preciso evitar café e chá durante o tratamento?

Verdade. Como você já sabe o que causa as manchas, o ideal é evitar a ingestão dessas bebidas e alimentos durante o processo, e até mesmo depois. Lembre-se de que o clareamento é um investimento e você deve tentar prolongar ao máximo os seus resultados.

3. Quem tem gengivite não pode fazer clareamento?

Infelizmente, essa é uma verdade. A gengivite é uma inflamação causada pela placa bacteriana e se não for tratada pode até evoluir para doenças mais graves. Por isso, o contato com o gel pode ocasionar sangramento e dor, comprometendo a saúde da sua boca. Trate a infecção antes de iniciar o procedimento.

4. Clareamento faz mal para os dentes e pode enfraquecê-los?

Muita gente pensa que o clareamento pode prejudicar a saúde bucal e o esmalte dentário, no entanto, isso é um mito!

A camada atingida pelo produto é superficial e reconstituída pelo organismo automaticamente, não ocorrendo nenhuma mudança comprometedora, muito menos enfraquecendo seus dentes. O que pode arriscar a saúde deles são algumas receitas caseiras que todo mundo conhece.

Mas e os cremes dentais dos comerciais, que prometem um clareamento dental gradual e milagroso? Está curioso para saber se eles funcionam de verdade? Então complete seu aprendizado e descubra agora tudo o que você precisa saber sobre o clareamento dental!

Deixe um comentário